terça-feira, 29 de março de 2011

Conselho, se fôsse bom...

... ninguém dava, vendia! Mas a verdade é que no ciclismo de longa distância seguir alguns conselhos podem transformar nosso Brevet num paraíso e não seguí-los pode nos levar à beira do inferno.

1º conselho: os conselhos que você dá a você mesmo baseados na sua experiência e no seu sentimento são os melhores. Ignore o que você já sabe e o problema será pior do que se você não soubesse de nada. A propósito, aceite que algumas das coisas que você tem como certas estão muito erradas. Faça uma auto-crítica e você saberá exatamente quais são elas;

2º conselho: conversar com os outros ajuda muito. Trocar idéias com ciclistas mais experientes (e menos também) pode ajudar nesse processo de decidir o que está bom e o que não está. Mas cuidado, algumas convicções de outras pessoas estão erradas e elas ainda não se tocaram disso. Se o cara diz que pneu fino é o máximo, mas furou ele 7 vezes no último brevet, desconfie. Ou se ele jura que aquela lanterna super mega ultra potente é a melhor do mundo, mas precisa levar 10 pilhas médias pra trocar de 2 em 2 horas, também desconfie;

3º conselho: leia os relatos antigos e os relatos 2011 no Blog Audax Rio (de novo se você já leu), pois eles são ótimas fontes de aprendizado. E vale reler também a guia Prepare-se que tem 50 textos com dicas e sugestões. Leia também um ótimo texto no Blog Audax Santa Cruz.

4º conselho: prefira ir treinar na estrada de dia, de noite, na chuva e no sol forte ao invés de ficar navegando em sites de lojas escolhendo novos equipamentos.

2 comentários:

  1. Ótimas dicas (pq conselho é pra vender!)
    O texto recomendado no 3 eu já tinha lido e é mesmo sensacional. Uma sugestão: mais dicas, mais experiências, mais sugestões de treino....às vésperas de um brevet assim, tudo é muito bem vindo. Claro que as pedaladas serão dadas, mas no tempo de descanso a gente lê e aprende.
    Abraços,
    Fred

    ResponderExcluir
  2. Gostei das dicas e conselhos mas senti falta destes.

    5) Treine e fique familiarizado , entre 100 e 200km, pelas rodovias, pelo menos 2 vezes por mês, evitando, 'do nada', depois de meses parado, participar de um Audax, sem treino. O risco de desistir vai a 100%. A provas Audax é mais que uma continuação do que você já está acostumado. É uma prova com tempo limite.

    6) REVISE SEMPRE as bicicletas. Tudo. Do cabo de marcha, passando pelos cubos e chegando na superfície de pneus e sapatas de freio/pastilhas que não podem estar gastos. A cada prova audax, vá como a uma GUERRA. Bem prepado. Tão importante quanto o preparo físico é o preparo de sua bicicleta.

    7) cadência maior em altimetrias maiores. Acostume-se com marchas mais leves. É fato que a vasta maioria que termina bem um audax está girando mais rápido, mesmo que isso acarrete menos KM/H.

    ResponderExcluir

Por favor escreva seu nome ao inserir comentário.