sábado, 20 de novembro de 2010

Relato Desafio 100 - Alberto Rodriguez Faria

Olá amigos e amigas!
venho manifestar a minha experiência em participar do desafio 100 km
do audax Rio de Janeiro.
Pedalo aproximadamente uns 3 anos. Sempre curtindo uma nova
experiência com as minhas biciletas( elas são três). As principais
passeios são: passeio pela Vista chinesa; a ida ao trabalho;leves
trilhas; ou o tradicional Aterrro aos domingos pela manhã.
Nunca tive participado desta prova. Adorei a experiência!!! O fato de
conhecer os meus limites seria um desafio para mim. Isso foi a "
energia de ativação" de que precisava.

Bom, voltando aos preparativos para a prova, estudei o percurso do
desafio e obtive, através do BLOG, a altimetria e a kilometragem do
percurso.
Após verificar o percurso do desafio 100 e do Brevet 200, escolhi o
primeiro por ser mais "plano" e também por ter menos subidas que o
brevet 200km. Não me sentia preparado para o Brevet! Contudo, havia a
Estrada do Joá com a sua subida massacrante. Não sabia como eu iria me
comportar neste parte do trajeto.

Três semanas antes da prova, eu resolvi pedalar e verificar o trajeto
do desafio.Escolhi a bike speed pois é a bike mais leve. Como tinha
mais dois finais de semana, eu teria a oportunidade de testar as
outras duas bikes. Uma híbrida e uma mountain bike.
Saí sozinho na minha jornada speedeira de Copacabana e peguei a
ciclovia com a finalidade de atingir a Avenida Niemeyer.
Pedaleie logo atingi Ipanema, Leblon e, consequentemente cheguei à Av.
Niemeyer. Senti um leve "aperto" pois nunca pedalara por lá. De um
lado, os carros e ônibus disputam a pista de mão dupla com vc. De
outro  lado, a muralha de pedra que acompanha a bicicleta no seu
trajeto até São Conrado. Apesar dos apertos, cheguei à São Conrado e
logo passei próximo à Rocinha. Confesso que, em princípio, não me
senti muito feliz com a idéia mas, como passei rápido, acabei
relaxando antes de chegar à subida do Joá.
Encarei a subida como um guerreiro encara um oponente.Comecei a
subida, sentindo a dificuldade da subida com uma bike speed. A Estrada
do Joá é muito inclinada logo nos primeiros  600 metros,
aproximadamente. Após esse primeiro trecho, ela fica mais suave!
Pedalei, subi, parei, respirei, pedalei e logo cheguei ao topo . O
belo visual recebeu-me com uma panorâmica maravilhosa de São Conrado!
A visão é gratificante e valeu o sacrifício de subida.
Eu ainda não estava contente com a bela vista que o lugar podia me
proporcionar. Resolvi ir à Barra da Tijuca. A descida ajudou até parte
do trajeto até a praça do Ó. Entre a Barrinha e a referida Praça, o
trajeto é praticamente plano.
Ainda com a "sede" de pedalar, extendi a pedalada até o Recreio,
sempre seguindo o trajeto do desafio. Atingi o meu objetivo quando
cheguei a Praia da Macumba.
Cheguei!!! Ufa!!!! Pelo menos, a metade do percurso foi realizado.
Estava feliz com isso!
Faltava, agora, a outra metade. A VOLTA!!!!
A volta foi cruel!!!
Peguei a ciclovia e tornei a pedalar minha companheira. Ela estava
maravilhosa!!!!
Senti o primeiro problema do trajeto. O Sr. "Vento Contra" iniciou uma
parceria o Sr. "Cansaço".
Estava tão feliz que ignorei os dois e parti em direção à Barra da Tijuca.
Tão logo pude perceber cheguei à Barra. Iniciei a subida pela Estrada
do Joá e percebi que o trajeto da volta para São Conrado era muito
mais inclinado.Mesmo assim, não desanimei!!!! O guerreiro, acompanhado
de sua guerreira, encararam mais uma vez este desafio que se parecia
grandioso.Subi como nunca subi a elevação!
Cheguei a São Conrado, passei ela Niemeyer e logo cheguei ao Leblon,
Ipanema e consequentemente Copacabana, local da minha saída. Apesar
desta pedalada não representar a kilometragem total do desafio, ela
representava aproximadamente 73% do total do percurso.Neste dia,
conclui que eu conseguiria terminar o trajeto do desafio 100km.
Repeti novamente nos dois próximos finais de semana o trajeto. testei
as outras duas bilkes. A híbrida e a mountain bike, nesta orgem.
Após todas as bikes serem testadas no trajeto, conclui que a primeira
seria a minha bike do desafio.

Dia da prova, acordei cedo e providencie logo o transporte para a Bike.
Cheguei por volta das 05:25h com a bike, montei-a e pude perceber a
alegria do povo, apesar de ainda estar escuro na madrugada de mais um
domingo que se iniciava. A energia dos participante é contagiante!
Fiz minha  vistoria! Bike pronta! Aproveitei para conhecer alguns ciclistas.
Esperei alguns minutos e logo foi dada a largada.
Começava a empreitada!.
Não serei repetitivo e nem narrarei novamente todo o trajeto.
Resumidamente, fiz a prova em 06 horas e 25 minutos e com a sensação
de missão cumprida.

Deixo meu relato sobre a prova O AUDAX foi uma prova que nunca mais
esquecerei na minha vida. Gostei da experiência! O espírito randoneiro
nasceu em mim.
Participarei dos próximos!

Deixo a seguinte mensagem: "Acho que todo ciclista deve participar
deste evento!!! Venha conhecer o seu limite nesta prova. Seu corpo e
sua mente, em conjunto com sua bike, mostrarão a capacidade e o limite
individual de cada um!!!
abraço a todos!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor escreva seu nome ao inserir comentário.