sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Relato Brevet 200 - Frederico Ultra


Não poderia deixar de compartilhar com vocês um pouco do que sentimos nesse domingo sensacional, de superação de limites, de novos amigos, novas sensações, enfim, um domingo inesquecível de AUDAX.
Pedalar a gente já pedala há um tempão, mas longa distância, isso nunca tínhamos ouvido falar, até que numa comunidade do Orkut, em junho deste ano, fiquei sabendo sobre uma prova de longa distância, e bota longa nisso, 300km, que seria realizada por um pessoal de um tal de AUDAX, mas e o que era isso? Fui pesquisar e me encantei. Os relatos, as fotos, os vídeos, Rio, São Paulo, RS, Goiás, Paris, em toda parte ciclistas guerreiros, superando seus limites e querendo mais. Aquilo era incrível e me impressionou tanto que resolvi: vou fazer parte dessa turma de audaciosos. Mas não era ainda naquela prova, até porque faltavam poucos dias para o evento, eu não tinha o breve dos 200km e mais importante, não pedalaria 300km nem puxado por um carro!
Então começaram os preparativos. Convenci meu irmão e mais uns amigos ciclistas a toparem o desafio de pedalar tanto em tão pouco tempo. Melhoramos as bikes, treinamos muito, fizemos longões na Dutra, subindo a Serra as Araras, pedalamos na Via Light todo dia várias e várias vezes, mas sem a certeza de que conseguiríamos.
No pedal treino lá estávamos nós, o pessoal de Nova Iguaçu, fazendo parte do roteiro pela primeira vez. E como foi puxado. As subidas do Sumaré e Joá nos deixaram arrasados e mais preocupados ainda. Será que vai dar?
E chegou enfim o grande dia. Lá fomos nós, 4h:30 da manhã pra Tijuca, bikes no transporte, tensão, ansiedade, e tudo mais que um novato pode experimentar. Chegamos cinco e pouca no shopping, começamos a ambientar, conversar com o pessoal, rir um pouco para espantar a tensão que não era pouca.
O começo da pedalada foi tranqüilo. Veio a subida do Sumaré, encaramos com a dificuldade esperada, mas vencemos. No caminho para a Vista Chinesa o primeiro grande problema do dia: o pneu da bike do Marcos furou, trocamos, a câmara estava ruim, trocamos de novo, andamos 100 metros e o pneu esvaziando e lá se vão bons quarenta minutos....o que fazer? Pensamos na hora em abandonarmos a prova, todos nós, mas o Marcos não deixou, um pneu não ia tirar o três da prova....
Seguimos eu e Felippe, meu irmão, desesperados pelo PC2. Chegamos na prorrogação do tempo, cansados e felizes. Conseguimos!!
Daí pra lá foi só correria para tentar “tirar o atraso lá da Vista Chinesa”, mas não era fácil. Chegávamos sempre nos últimos minutos de PC aberto e com isso nem dava pra respirar. Era anotar e partir, quando muito um lanche rápido, umas raras fotos e vombora pedalar.
No PC três reencontramos nosso amigo Felipe Gondim que seguiu conosco até quase o final da prova. Fizemos também novos amigos, alguns que não sabemos os nomes, outros que identificamos fácil como a Ana Amélia, o Breno e o Fabrício, gente muito boa, com quem pedalamos bons e difíceis quilômetros. Difíceis como os da Reserva na volta, com um furacão de vento contra, uma chuva torrencial, um frio abaixo de zero....que mais...ah...um cansaço extremo e o desânimo chegando, pois eram muitos quilômetros para pouco tempo. Não deu, perdemos o PC 7 e isso derrubou a gente. Os amigos foram ficando para trás e nós, ainda sem querer acreditar, pedalávamos no fim das forças.
No Quebra-Mar a constatação oficial: estávamos fora. Mas espera aí, estávamos fora do tempo para o brevet, mas não da prova. Resolvemos então continuar a pedalar o trajeto oficial, sem cortes, sem atalhos; íamos fazer os 200km como programado.
E assim foi, na garra, na determinação, seguimos até a Tijuca, chegando quase uma hora depois do estipulado, pedalando de noite, sozinhos, mas chegamos. E chegamos felizes, certos de que cumprimos o nosso objetivo, certos de que somos capazes de fazer. A questão do tempo a gente vai resolver ajustando os detalhes, treinando mais, melhorando o desempenho e em fevereiro vai ser diferente. Mas nós chegamos, nós pedalamos o AUDAX 200km todo!
Quero agradecer a todos os voluntários nos PC´s, todos ótimos, pacientes, amigos, em especial o Eduardo, sempre dando força, dicas, fazendo a gente acreditar no impossível. Agradecer a PEDAL 2 pela realização do evento, pela vontade de fazer acontecer apesar de todas as dificuldades.
Em fevereiro estaremos em Rio das Ostras, e como disse para a Ana Amélia, a gente vai chegar antes do PC abrir! J
Valeu galera do pedal, e até a próxima, com certeza.
PS: Roberto, a gente ficou tentado a pegar o ônibus ali no PC 4 e voltar pra casa...passou perto meu amigo!
PS2: na verdade, depois que soubemos que não tinha medalha no final, resolvemos chegar mais tarde, vai que ficavam prontas.
PS3: o pessoal sem nome no relato da Ana, somos nós. Frederico, Felippe Falcão e Felipe Gondim.
Abraços,

3 comentários:

  1. Esse dia foi especial mesmo e, na memória, completar seria só um detalhe. Fiquei muito fã de vocês quando soube que foram até o fim, mesmo fora da prova.
    Agora é treino e FACA NA CAVEIRA!!!!!!!!!!
    bjs!

    ResponderExcluir
  2. hehehehehe... felipe gondim, sou eu...
    adorei o evento e no proximo audax a galera de NI vai estar presente, valeu muito meus amigos de pedal, FRED E FELIPPE E AO MARCOS Q NOS DEIXOU NO INICIO... por motivos fisicos abandonei aprova, valeu ANA AMÉLIA, BRENO E FABRICIO... TIAGO, O ROBERTO E TODA A GALERA...
    UHUL NOVA IGUAÇU!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Fred, perder um brevet por causa de um pneu furado é terrível. Por isso vou te dar um conselho: compre uma fita anti-furo.
    Não sei porque alguns são contra essas fitas. Eu particularmente adoro elas. Eu e meu amigo usamos nas nossas bikes desde o início do ano e desde então nossos pneus furaram apenas uma vez. Já pedalamos 2 brevets de 200km e outro de 300km(este não terminamos por causa do frio, desistimos no km 220) e o pneu não nos deixou na mão. As 2 vezes que eles furaram foram em pedais treino.
    Espero que a dica ajude-os. Quero ver todos na chegada do Brevet 200km de Rio das Ostras.

    Abraços,
    Fígaro(Guilherme)

    ResponderExcluir

Por favor escreva seu nome ao inserir comentário.