sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Série Origens do Rio - Século XVII

Mosteiro de São Bento. Foto: Copa 2014

Século XVII - Os Jesuítas e as Ordens Religiosas
 
Após o governo do 2ª Governador Geral do Brasil, Duarte da Costa, as desavenças entre índios e portugueses aumentavam. Inúmeras vilas foram destruídas e o pouco de êxito obtido até então no processo de colonização do Brasil estava em risco. A Mem de Sá, desembargador da Casa de Suplição de Portugal e portador de grande carreira júridica, foi confiada a tarefa de expulsar os franceses, restabelecer a ordem na colônia e garantir o progresso econômico até então conquistado em algumas Capitanias.
 
O crescimento do número de colonos europeus, a enorme demanda de pacificação de diversas tribos, a necessidade de ocupação e exploração econômica do novo território fez a Coroa doar vastas porções de terras a inúmeras ordens religiosas, sendo a mais beneficiada a Compania de Jesus. Como o próprio nome diz, esta ordem religiosa possuia uma organização mercantil e um modo de produção quase militar, o que lhes garantiu a fama de ricos e abastados. O fato é que ao redor dos núcleos colonizadores fundados pelas ordens religiosas surgiram os grandes aglomerados urbanos que hoje conhecemos. Boa parte do Rio de Janeiro entra nessa história.
 
TODOS OS PASSEIOS SAEM ÀS 8 HORAS DA PEDAL 2
 
Passeio de sábado
 
Visita guiada ao Mosteiro de São Bento
 
Igreja de São Francisco Xavier na Tijuca
 
Passeio de domingo
 
Visita ao Convento de Santo Antonio
Passeio por Praça XV e Igreja de Santa Cruz dos Militares.
Até lá. Dúvidas ligue ou escreva.

Pedal 2 - oficina e cicloturismo
(21) 2225-3502
Rua Correa Dutra 16-B - Catete
oficinadebicicleta.wordpress.com

Twitter.com/pedaldois

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor escreva seu nome ao inserir comentário.