terça-feira, 20 de julho de 2010

Faz a diferença 2 - Planejamento


Chamou minha atenção na breve visita à chegada do Brevet 400 de Porto Alegre que um assunto era recorrente nas ‘conversas de fim de prova’: o planejamento. Alguns se diziam satisfeitos e outros admitiam ter errado nos planos de como pedalar os 400.000 metros. Ouvi frases como  ‘pedalei muito rápido no começo’, ‘dormi pouco’, ‘comi algo que me fez mal’, ‘levei pouca roupa’, ‘fiquei sem água’ contrastando com outras como ‘dessa vez fiz tudo certo’, ‘me ajudou muito aquela soneca na hora tal’, ‘me guardei para a lomba(subida)’.
Deu pra perceber claramente quem chegou bem por ter planejado e executado o seu planejamento corretamente e quem estava com motivos físicos e psicológicos pra se arrepender.
Isso vem a confirmar que o ciclismo de longa distância não se resume mesmo a um evento de desafio físico. Coletar informações sobre o percurso, o clima, os PCs, a altimetria e tudo o que possa te dar subsídios pra planejar a pedalada trará benefícios durante e após a pedalada. Aliás antes também, pois o bom planejamento reduz a ansiedade permitindo que a satisfação ocupe o lugar da preocupação em nossa mente.
Especialmente nos Brevets mais longos a preparação anterior é importante, mas nas distâncias mais curtas também é fundamental, vide o caso do Brevet 200 urbano do Rio de Janeiro, uma prova bem difícil seja do ponto de vista físico como do psicológico.
Portanto, leia, pergunte, pense, pesquise, converse, treine e avalie-se constantemente. E rapidamente verá que as longas distâncias não são tão impossíveis como você pensava anteriormente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor escreva seu nome ao inserir comentário.