terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Fazendo a diferença

O brevet 200 km de 14 de março foi divulgado como a prova mais dura do Brasil, com seus 90 kms de estradas de terra. Mas fica a pergunta: como podemos saber? Não, não participamos de todos os brevets 200 do Brasil pra saber. E também não há motivos pra crer que o Audax Rio quer o título de organização mais cascuda do país ou algo que o valha.
Dureza por dureza podíamos assumir que o Brevet 200 de Queluz é mais duro com seus 220 kms de subidas e descidas. Ou então o Brevet 200 de Porto Alegre com seus 90 km de vento contra, ou ainda o calor de Brasília e Curitiba, ou... Podia até criar um ranking!
Mas na verdade entre marketing, verdade e informação os tais 90 kms de terra serão duríssimos... tanto quanto as ladeiras de Queluz, o vento de Porto Alegre e o calor de todos os que fazem provas no verão.

A organização não tem outro objetivo que não seja organizar as melhores provas possíveis e pra isso precisa se adequar às possibilidades. Sem apoio da PRF não podemos usar estradas federais. Só isso já elimina a maioria dos caminhos possíveis para pedaladas de longa distância, mas aqui ninguém desiste e esperamos inspirar os ciclistas com essa história de perseverança de um evento sem grandes apoios, que se mantém tal qual um atleta num Brevet ou Desafio: ciente das dificuldades mas focado no seu objetivo de se sair bem sucedido.
No conjunto da obra o mérito das grandes realizações é de quem faz, apóia e confia.

5 comentários:

  1. É uma pena voces não poderem adiar essa data, a galera que corre no campeonato estadual do rio de janeiro e fazendo o X TERRA REGIONAL e estã entre os 5 primeiros em 3 categorias(XCM/XCO),podiam servir apoio a voces e darem digas importante no trajeto da terra DURANTE O PRECURSO,infelizmente como falado anteriormente existe o calendário do AUDÁX BRASIL,É UMA PENA FICA PARA PRÓXIMA E BOA SORTE A TODOS QUE VÃO PARTICIPAR!!
    Paulo Albuquerque 5º lugar XCO ESTADUAL RIO DE JANEIRO E 5º LUGAR X TERRA BRASIL.

    ResponderExcluir
  2. A federação define seu calendário muito tarde. O do Audax tem que ser definido em outubro (exigência de Do Audax Clube de Paris) e o da federação só é divulgado em janeiro. Além disso o calendário da Federação é muito grande, ficando quase impossível achar datas livres.
    Na atual temporada adiamento de prova tem que ter uma justificativa realmente muito forte.
    Boa sorte aos que vão para o X Terra Regional!

    ResponderExcluir
  3. Thiago me envie,seu email vou mandar uma matéria bem legal do nosso feito em São Paulo no Rodoanel,afinal somos parceiros no Rio De Janeiro.
    Abraço
    Paulo Albuquerque

    ResponderExcluir
  4. Paulo, envie para audax.riodejaneiro@gmail.com

    ResponderExcluir

Por favor escreva seu nome ao inserir comentário.