quarta-feira, 12 de março de 2008

História do Trajeto XII - Santa Teresa

Foto: SESC -SP

Após a Rua das Laranjeiras subiremos a Rua Alice em direção ao bairro de Santa Teresa. Cuidado com os trilhos e curta o bairro.
__________________________________________________________

Santa Teresa é um bairro dividido entre a classe média baixa, um grande número de artistas e moradores das favelas que circundam o casario antigo da região central do Rio de Janeiro, com cerca de 44.600 habitantes, conhecido pelas construções históricas e pelos bondes que circulam em suas ruas. Faz limite com os bairros da Glória, Catete, Botafogo, Laranjeiras, Cosme Velho, Humaitá, Centro, Catumbi e Rio Comprido. Ele está localizado em uma colina com raízes no bairro da Lapa (Rio de Janeiro). Também há no bairro um pólo gastronômico, principalmente ao redor do Largo dos Guimarães, área nobre do bairro. Santa Teresa vem se firmando como uma das principais atrações turísticas do Rio de Janeiro e está se tornando conhecido como o Montmartre carioca, devido ao grande número de artistas que possuem ateliê e residem no local. Por causa desse alvoroço cultural, empresários estrangeiros estão investindo em Santa Teresa, adquirindo e reformando propriedades no bairro, como é o caso do Hotel Santa Tereza e do Castelo São Fernando. A valorização que vem ocorrendo no mercado imobiliário do bairro é fruto de um "frenesi" que toma conta dos cariocas, resultado da revitalização da região central da cidade. Atualmente, pertence à Subprefeitura da Tijuca e adjacências.
O bairro de Santa Teresa surgiu a partir do convento de mesmo nome, no século XVIII. Ele foi inicialmente habitado pela classe alta da época, numa das primeiras expansões da cidade para fora do núcleo inicial de povoamento, no Centro da cidade. Surgiram, então, vários casarões e mansões inspirados na arquitetura francesa da época, muitos dos quais estão de pé até hoje.
Em 1872, surgiria o bonde que se tornou o símbolo do bairro, e que atualmente é a única linha em funcionamento na cidade, subindo a rua Almirante Alexandrino. Inicialmente, o bonde era verde, mas passou a ser pintado de amarelo após reclamações de moradores que diziam que o bonde "sumia" em meio à vegetação do bairro. O bonde vai do bairro ao centro da cidade através dos Arcos da Lapa, um antigo aqueduto hoje desativado, desde 1896, quando fez sua primeira viagem.
O Bucolismo Rural ainda esta presente no bairro. Na Rua Cardeal Dom Sebastião Leme ainda é possível ver vacas pastando e dando leite a suas crias.

Geografia
O bairro, carinhosamente chamado pelos cariocas de "Santa", é composto de várias ladeiras tortuosas, que ligam-no aos bairros vizinhos da Glória, Laranjeiras, Cosme Velho, Lapa, Bairro de Fátima, Catumbi e Rio Comprido. No alto, além da impressionante vista, há algumas favelas e muitos acessos para o Parque Nacional da Tijuca e o Corcovado. O acesso é feito pelo bonde e por "várias linhas de ônibus", isto além dos badalados jipes turísticos que são comumente vistos nas íngremes ruas do bairro.

Fonte: Wikipedia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor escreva seu nome ao inserir comentário.